Associação do Paraíso boicota audiência da APA

31/05/2017

Viçosa (MG) - A Associação comunitária do Paraíso participou no dia 01 de junho de 2017, na sede do IPLAM, de uma reunião com a Diretora de Meio Ambiente. A Associação Comunitária do Paraíso novamente solicitou que a consulta pública sobre a proposta de criação da APA do São Bartolomeu fosse adiada, já que, até o dia 5 de junho de 2017, não há tempo hábil para que a comunidade que reside na área da APA, tenha conhecimento da proposta. Até o momento foi realizada uma única reunião, que a associação solicitou. Não foi realizada nenhuma outra reunião nos bairros ou em outras localidades, dentro da área de abrangência da APA. Como a resposta do IPLAM é de não alterar a data desta consulta, a Associação Comunitária do Paraíso decidiu por não participar da consulta! A Associação do Paraíso não é contra a criação da APA, mas quer que a população dentro da área da APA venha a ser devidamente informada como regulamenta a LEI 9.985 no seu artigo 22. Isso não está acontecendo!

A Área de Proteção Ambiental (APA) é uma unidade de conservação, de uso sustentável, que permite ocupação humana, estabelecida em área natural destinada à proteção e conservação dos atributos bióticos (fauna e flora), estéticos ou culturais ali existentes, importantes para a qualidade de vida da população local e para a proteção dos ecossistemas regionais. O objetivo principal de uma APA é a conservação de processos naturais e da biodiversidade, através da orientação, do desenvolvimento e da adequação das várias atividades humanas às características ambientais da área. As áreas de proteção ambiental são hoje reguladas pela Lei 9.985/00, o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC).